Chez Claude - Nova casa do Troisgros



Chez Claude, ou a Casa do Claude, nome já entrega, um ambiente moderno e despojado que faz você se sentir exatamente como se estivesse na casa ou mais especificamente, na cozinha desse chef que dispensa apresentações. A casa foi aberta em dezembro de 2017 e desde então suas 42 mesas - número de sorte do Claude - seguem disputadas.

Para montar esse restaurante ele alugou três lojas de uma só vez, na galeria da Rua Conde Bernadotte no Leblon. Nas duas primeiras funciona o Chez Claude, na vizinha, será o espaço do Chez Batista, a casa de seu fiel escudeiro, que terá uma pegada mais de bar e que também promete surpreender no paladar.

Mas voltando ao delicioso Chez Claude, a proposta desse restaurante é bem diferente das demais casas que já possui na cidade. A cozinha no centro do salão permite que cozinheiros e públicos estejam lado a lado, observando e apreciando todo o show culinário. No salão as mesas são claras, não há toalhas, mas os guardanapos o Claude faz questão de manter em tecidos de boa qualidade (ele fica irritado com papel na mesa).

- Sempre quis ter um restaurante onde eu pudesse receber como se estivesse na minha casa. O nome Chez Claude vem daí, quero cozinhar para os cliente e com eles. Quem quiser mexer na panela, cozinhar junto comigo, será bem-indo. Tudo informal, descomplicado e “barato” - contou Claude.

No lugar da adega, Claude optou por duas máquinas climatizadas para vinhos em taça, são oito rótulos de vinhos tintos e oito de brancos. Pedir garrafa de vinho? Esquece.. mas tem uma solução, basta levar a sua própria e pagar uma rolha de R$42,00 por garrafa.

Com relação à comida, a casa indica compartilhar os pratos, assim como nos restaurantes chineses, o que eu amo! Levamos isso bem a sério, e quase exaurimos todo o cardápio.. 🙈O cardápio enxuto será renovado frequentemente, mas contará sempre com os pratos-assinatura que marcam a carreira do chef.

A casa tem uma proposta “descomplicada”, portanto nada de menu degustação! Mas muitos clássicos dos cardápios do Roanne, Olympe e Bistro 66 poderão aparecer escritos de próprio punho nos espelhos do restaurante, assim como em qualquer bistrô francês.

O restaurante foi mais do que aprovado!

Aliás, como vocês vão ver abaixo... tive que abrir mão do cardápio vegetariano, até porque dividimos os pratos na mesa e eu era a única vegetariana e também porque o cardápio não é lá dos mais vegetarianos... teria apenas uma opção com queijo... mas como o nome daqui é semrótulo.com, sim, provei tudo!

Obs.: Quando falo vegetariana, leia-se ovolactovegetariana...

Pratos provados e aprovados:

- Ovo & Caviar / clarisse - divino! Super recomendo, sabor e apresentação perfeitos!

- Tartare de Atum / pepino, melancia, vinagrete Missô - na mesa foi super aprovado.. eu como não como bichos.. achei o sabor do atum forte (que é de fato...) então não foi o meu preferido.. mas longe de dizer que o prato não é bom.. pelo contrário.

- Big Ravioli / batata baroa, pinoles - melhor prato! Simplesmente divino! Voltaria para comer só ele de novo (como opção vegetariana.. rs)

- Vieira Crua / palmito, mousse de haddock, tucupi - bem gostoso! Aprovado!

- Risotto / Camarões, Espuma de Cogumelo Trufado - Delicioso! Para os vegetarianos eles fazem sem camarão e substituem por pupunha! Vale muito a pena esse prato! Aprovado por todos da mesa e é um clássico do antigo Bistrô 66, que eu amava!

- Costela de Cordeiro / Mini gnocchis, molho putanesca. Esse foi demais pra mim e não experimentei.. mas quem comeu aprovou!

- Crepe Suflê Maracujá / Especialidade - eu achei uma delícia, nada doce, tem o azedinho do maracujá, divino! Mas confesso, para formigas ou paladares docinhos, essa não é a melhor opção.

---

- Chocolate da Tia Bia / Biscoito, Chantilly de Requeijão - não experimentei, mas várias pessoas recomendaram, então achei justo dar essa dica para os que gostam de algo mais doce e não abrem mão do chocolate

Curiosidade: Claude está retornando ao seu primeiro endereço no Rio de Janeiro, na década de 80, foi na galeria da Rua Conde Bernadotte que ele abriu o seu primeiro restaurante na cidade, o Roanne, uma homenagem à cidade natal da família Troigre, no Loire - FR.

Dicas:

- Ligue antes de ir e peça para colocar seu nome na lista de espera, você pode acompanhar a fila pelo celular e não ficar esperando tanto.

- Leve sua própria garrafa de vinho (taxa de rolha R$42,00)

CONTATOS E ENDEREÇO:

Endereço: Rua Conde de Bernadotte, 26 - Leblon - Rio de Janeiro

Horário de funcionamento: seg a sab, 18:30 hrs à 00hrs

Tel.: +55 (21) 3579-1185

#FOOD

Sem Rótulos

Stephanie Bueno

Lifestyle | Trip | Veggie | Nature